Concertos Didáticos da OEMT chegam a comunidades rurais de Mato Grosso

Concerto realizado no IFMT, na Temporada 2011

De 7 a 16 de agosto a Orquestra do Estado de Mato Grosso dará continuidade à série de Concertos Didáticos 2012, levando a História do Soldado, obra do compositor russo Igor Stravinsky para 31 instituições de ensino da rede pública e privada de Cuiabá, Várzea Grande e Nobres. Abertos a toda comunidade, além de concertos em ambientes escolares e nos teatros do Sesc Arsenal e Cine Teatro Cuiabá, as apresentações dessa série – dedicadas a classe estudantil – vão mais longe e chegam a comunidades rurais com pouco acesso a cultura e arte – dentre outras necessidades básicas. Caso das Glebas do Coqueiral e Vila de Bom Jardim [ambas no município de Nobres], distrito de Aguaçu e o distrito da Guia [distante 20 km do centro de Cuiabá].

Desde sua criação, há oito anos, a Orquestra do Estado de Mato Grosso vem perseguindo seus objetivos educacionais com obstinação. Já são centenas de instituições de ensino atendidas pela série de Concertos Didáticos. A partir da sua segunda temporada de concertos [em 2006] a OEMT já trabalhava para mostrar o potencial que a música tem, dentro e fora das salas de aula, como um importante catalizador de ideias. O patrocínio ininterrupto do Grupo Votorantim por meio do Instituto Votorantim e da Votorantim Cimentos vem permitindo que a Orquestra foque em estratégias de longo prazo. “Estratégias tão difíceis de serem implementadas no Brasil e tão fundamentais para todo e qualquer processo pedagógico”, aponta Leandro Carvalho, diretor artístico da OEMT.

Sobre a História do Soldado, de acordo com o chefe de naipe de percussão da OEMT, Alex Teixeira, trata-se de uma obra com elevado nível técnico, que requer muita dedicação e estudo por parte dos instrumentistas. “ A música é difícil, porém muito acessivel ao público. Esse é o diferencial da OEMT, está sempre muito empenhada em oferecer o melhor para seu público, sem medir esforçoes”, diz Alex Teixeira. A obra, com argumento de inspiração faustiana é baseada num conto popular russo escrita originalmente para pequena orquestra: violino, contrabaixo, clarineta, fagote, trompete, trombone e percussão. Além de narrador e atores. E é exatamente assim que a OEMT apresenterá a História do Soldado ao público.

O Maestro Murilo Alves, que mais uma vez estará a frente da OEMT na série de Concertos Didáticos explica que Stravinsky criou A História do Soldado numa época em que o mundo estava em guerra, num cenário de grande escassez de meios. “Quando nos debruçamos sobre essa obra e percebemos a riqueza de elementos e sua importância pelo próprio contexto histórico, temos uma experiência fantástica e conseguimos nos aproximar da genialidade desse compositor. Nesta temporada mais uma vez teremos a preciosa colaboração da Juliana Capilé na direção cênica”, lembra o maestro.

O enredo da obra

A História do Soldado foi escrita sobre texto de G.F. Ramuz. Essa peça estreou em Lausanne em 1918, com um ensemble de apenas sete instrumentistas, tendo o famoso regente Ernest Ansermet na direção musical, além de quatro atores: o narrador, o soldado, o Diabo e a princesa. A narrativa de Ramuz fala de valores básicos do ser humano com a cobiça e a humildade, por meio da história do soldado que vende sua alma ao Diabo, na forma de seu violino. Ao descobrir a armadilha em que havia caído, o Soldado passa a lutar de todas as formas para reaver seu violino. “ Esse conteúdo, além de permitir com que nossos educadores abordem a vida e a obra do compositor, permite também que sejam abordadas questões éticas importantes para jovens na faixa de 14 a 20 anos, nosso público alvo em 2012”, explica o diretor artistico da OEMT, Leandro Carvalho.

Etapas

Segundo o Maestro Murilo Alves, todos os anos a OEMT busca agregar elementos positivos e geradores de expectativa para o momento em que o espetáculo efetivamente acontece, apresentando sempre um tema/ compositor/ obra diferentes por temporada. A série é dividida em três etapas, primeiro vêm as Oficinas de Capacitação em Música – oferecidas aos professores de cada escola participante, realizadas no mês de julho -, depois vêm as apresentações no ambiente escolar e por fim os concertos nos teatros. “Antes da Orquestra começar as apresentações, tem o momento dedicado aos educadores, periodo em que os professores desenvolvem o conteúdo apreendido nas oficinas, com suas respectivas classes, e só depois, com professores e estudantes familiarizados com o tema da temporada, vêm as apresentações”, explica Murilo.

Algumas escolas que receberão a Orquestra no ambiente escolar também vão aos teatros presenciar a execução de uma importante obra da música moderna em seu ambiente natural, com toda os métodos e costumes que uma sala de concerto/ teatro requer. “Na medida em que o indivíduo se aproxima da música orquestral conhecendo os elementos básicos, aprendendo sobre os compositores, sobre os instrumentos e sobre história da música, podemos dizer que seu processo de escuta será bem mais significativo. Depois, no momento do concerto, os elementos cênicos, musicais e performáticos presentes naquele espetáculo o afetarão de alguma maneira e a partir de então cada nova oportunidade de assistir um concerto será também um momento de crescimento enquanto público ativo”, almeja Murilo Alves e recorda: “Quando eu era criança e morava numa comunidade localizada na zona rural, similar a algumas dessas em que tocaremos, tive a oportunidade de um primeiro contato com um instrumento de sopro. Era um grupo de música popular convidado a se apresentar na nossa pequena escola. Minhas impressões com aqueles instrumentos foram tão fortes que nunca mais esqueci e anos mais tarde quando tive oportunidade de estudar música não pensei duas vezes. Cá estamos nós tendo a oportunidade de multiplicar isso, lindo não?”.

Realização

A Temporada 2012 da Orquestra do Estado de Mato Grosso é uma realização do Governo do Estado de Mato Grosso por meio da Secretaria de Estado de Cultura. Patrocinadores: Instituto Votorantim, Votorantim Cimentos, Eletrobras Eletronorte, Bimetal e Lei Federal de Incentivo à Cultura. Apoio das empresas Localiza, Fisk Inglês e Espanhol, Amazon Hotel, Soul Propaganda, Tauro Motors e Sistema FeComercio/ SESC/ SENAC.

SERVIÇO

O quê: Concertos Didáticos 2012
Quando: 7 a 16 de agosto
Onde: 31 instituições de ensno de Cuiabá, Várzea Grande e Nobres
Informações: http://www.orquestra.mt.gov.br ou http://www.concertosdidaticos2012.wordpress.com
(65) 3027-1824

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: